• Vivi Bettoni

Atividades Físicas: Grandes Parceiras no Desenvolvimento da Criança e Adolescente do Corpo à Mente.

Você sabia que com atividades físicas, sejam elas por meio de esporte ou treino funcional é possível desenvolver funções motoras, desempenho ocupacional até mesmo concentração e disciplina? Todas as crianças e adolescentes se beneficiam, inclusive as com necessidades especiais ou específicas.

Ao praticar, os ganhos vão além do físico, refletem também no cognitivo.


Olha só o que encontrei!!


Segundo estudos, ao estimular o corpo com movimentos e treinos planejadas é possível desenvolver inicialmente a performance ocupacional, o que permite melhorar a capacidade de execução de tarefas cotidianas de forma satisfatória e saudável. Esse benefício vem de encontro à formação de caráter e autonomia, postura social e comportamentos que são importantes para viver em sociedade.


Imagine também crianças e adolescentes com necessidades especiais ou específicas, como deficiências ou transtornos, dificuldades diversas, nos quais podem ser beneficiar com a ampliação da capacidade de autonomia e desenvolvimento de tarefas e sociabilização, assim também com o aumento da autoestima e bem estar. Além disso, os exercícios promovem o desenvolvimento muscular, flexibilidade, equilíbrio e força, o que contribuirá também para a melhoria da coordenação motora, e esta por sua vez, no desenvolvimento escolar (ARRAZ, 2018).


E mais, as atividades físicas podem ser meios de realizar a inclusão de crianças e adolescentes que possuem alguma dificuldade física, intelectual, de sociabilização ou mesmo traumas emocionais.


As atividades devem ser acompanhadas por um profissional que avaliará as condições de cada um. Vale lembrar que estas bem dimensionadas, sem exageros na infância e adolescência, trarão muitos benefícios, caso contrário podem contribuir para ganhos de lesões e outros problemas físicos futuros.


Vou trazer aqui um exemplo. Enzo, meu filho, precisou iniciar esportes e treinos funcionais para auxiliá-lo no fortalecimento principalmente dos membros inferiores, na melhoria da dissociação, equilíbrio e postura, mas os ganhos foram superiores. Além de um mecanismo de escape para gastar suas energias, que não são poucas, vem ajudando na concentração e desenvolvimento de novas habilidades. Seu raciocínio lógico tem sido apurado, a velocidade de cálculos mentais e reflexos aumentaram. Enzo tem ganhado força e massa muscular adequadamente o que contribui também para diminuição das dificuldades de equilíbrio que ele tem devido a pequena lesão cerebral advinda do nascimento prematuro extremo (28 semanas). Enzo hoje tem 11 anos e ama atividades físicas; mesmo nas férias escolares, ele sempre diz "mamãe, não quero faltar na academia, se possível quero ir mais vezes".


Sabe-se também que, ao exercitar-se, o corpo libera hormônios como endorfina, dopamina, noradrenalina capazes de aliviar stress, melhorar a pressão sanguínea, a digestão, regular o sono, e muitas outras funções que ativam áreas cerebrais associadas ao aprendizado, planejamento e memória.


E olha que interessante, os estudiosos ainda dizem que o direcionamento adequado de exercícios para as crianças e adolescentes, ajuda também na formação da personalidade, identidade, caráter, disciplina e responsabilidade; regula os agentes responsáveis pela concentração e aprendizado, sem falar na orientação de uma alimentação saudável. Por isso, falar em exercícios físicos sem relacionar seus ganhos com os da mente, não seria adequado.


Uma rotina bem estabelecida em casa, em conjunto com as práticas de esporte e treinos, contribuirá para o desenvolvimento de um adulto saudável. Isso porque ao iniciar as atividades físicas na infância e adolescência, mesmo por meios lúdicos e recreativos, cria-se um novo hábito e com a frequência desse hábito, uma rotina é estabelecida. Ao constituir uma rotina, essa já começa fazer parte de sua vida. Pronto, aos poucos a criança vai se desenvolvendo em um jovem e adulto com hábitos saudáveis. (DE ROSE Jr, 2009 p. 220).


E o que mais queremos para nossos filhos? Ao serem saudáveis (de corpo e mente), isso vai refletir em uma vida mais feliz, e tudo que fizerem terão sucesso mesmo quando falharem, porque saberão tirar proveito da situação para crescer, amadurecer, e ganhar novas oportunidades.


Hoje temos ainda a preocupação de tirar nossos filhos da frente de telas (jogos, tvs, computadores…) para vivenciarem a realidade. A interação com jogos traz benefícios para algumas funções cognitivas mas, para ser benéfico, é preciso dosar o tempo e o tipo de jogo, caso contrário poderá ser desastroso.


SILVA E COSTA Jr (2011), ainda dizem que o acesso facilitado ao microcomputador, o desenvolvimento de videogames mais interativos com muitas atrações disponibilizadas em canais de televisão, internet, em conjunto a preocupação com a segurança pública, contribuem para um novo estilo de vida das crianças e adolescentes dentro de seus lares.

Atividades físicas ajudam vivenciar a realidade, viver em sociedade, o que é de extrema importância para vida.


E como se diz, “pequenos detalhes podem fazer a diferença”, não é?

Detalhes na infância que serão percebidos na adolescência e fase adulta com toda certeza!!


Convidei o Personal do Enzo, Bruno Rodrigues, da Academia Class Prime de Araçatuba/SP, especialista nas atividades funcionais para desenvolvimento de crianças e adolescentes a nos dizer como atividades físicas podem beneficiar no desenvolvimento.


"Bruno já inicia a conversa:

Como profissional na área, vejo que os exercícios e atividades físicas são como chaves que abrem as portas de capacitação da criança para uma infância feliz.

Ele complementa: "Através do ciclo de reforço positivo sobre aspectos como força, equilíbrio e agilidade, requisitados na maioria das brincadeiras, é possível agregar no psicológico da criança, o sentimento de estar preparada e disposta a experimentar novas atividades. E como consequência, ao se exporem mais, vão se permitir conhecer outras crianças, criar novos vínculos, e aumentar assim sua rede de amigos. Essa contribuição social na infância, reflete no adolescente e adulto e até mesmo no idoso saudável físico e mentalmente. Portanto a prática de atividades e exercícios físicos revertem o ciclo negativo de uma criança que evita praticar atividades e brincar por não se sentir capaz, seja em realizar, comunicar ou interagir com outras crianças levando-a a exclusão própria ou por terceiros."

Bruno ainda ressalta: "Ei papais e mamães, vão ficar segurando essa chave até quando ? Entreguem-na aos seus filhos e os permitam ter um presente emocionante e um futuro incrível."


Assim como Bruno ressaltou, ao termos a percepção de nossos filhos, saber "ver e ouvir" as necessidades de cada momento ajuda definir o próximo passo para o desenvolvimento deles.


E para complementar tudo isso, perguntei ao diretor da Academia Class Prime, o Personal Trainer, Renato Tozin, sua visão sobre como as atividades físicas podem ir além do físico, refletindo no comportamento e formação de mentes saudáveis. E pela sua larga experiência disse:

O poeta romano Juvenal disse em reposta a seguinte pergunta: O que as pessoas deveriam desejar da vida?
Sua resposta: Deve-se pedir em oração que “a mente seja sã num corpo são”.

" Parafraseando-o posso até inverter e dizer que o corpo são, também leva à mente sã. Quando os pais, compreendem que são a maior influência na vida de uma criança, e através do exemplo, praticam e aplicam o que seus filhos devem exercitar, colhem e os fazem colher os vantajosos frutos de maior produtividade, desenvoltura, liderança, criatividade, concentração, além é claro, de todos aspectos físicos já sabidos de melhora, como coordenação motora, força, resistência, maior capacidade aeróbia e funcionalidade para o dia-a-dia".


Depois de toda reflexão, não temos dúvida de que Atividades Físicas, sejam elas por treinos funcionais ou esportes, são muito importantes para vida. E olha que esportistas também buscam nos treinos funcionais a melhoria de seu desempenho; eles entendem como complementares.

Desenvolver esse conjunto, Corpo saudável e Mente saudável, favorece no desenvolvimento de pessoas com boas condutas, pensamentos críticos, com excelentes capacidades e habilidades que contribuirão inclusive, no desempenho profissional na fase adulta.



ARRAZ, Fernando Miranda. A Importância da Atividade Física na Infância. Revista Científica Multidisciplinar Núcleo do Conhecimento. Ano 03, Ed. 08, Vol. 01, pp. 92-103, Agosto de 2018. ISSN:2448-0959


DE ROSE Jr,D. Esporte e atividade física na infância e adolescência: uma abordagem multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed,2009.


SILVA, P. V.; COSTA Jr., A.L. Efeitos da atividade física para saúde de crianças e adolescentes. Psicologia Argumento, Curitiba, Vol 29, n.64, p.41-50, jan/mar 2011.

25 visualizações0 comentário