• Vivi Bettoni

Iniciando um Mindset para Organização

Atualizado: Jun 5

No artigo anterior (Organize-se primeiro!),apresentei o quanto é necessário criar um Mindset antes de sair organizando um lugar ou fluxo de trabalho.


Você pode ter pessoas e ações de referência, aquelas que despertam em você o que desejaria ser ou fazer. Seu Mindset vai sendo construído por pequenos e bons hábitos.


Perceba aqueles hábitos, costumes que lhe incomodam ou que constantemente pessoas próximas relatam para você... busque novos hábitos para substituir esses que incomodam.


Pratique esses novos hábitos, mesmo que de forma "imposta por você" no primeiro instante, porque quanto mais praticar, mais fácil será a mudança desses hábitos, e com a frequência com que repetimos, em algum momento, passarão fazer parte de sua vida naturalmente.


Não existe apenas uma maneira de se criar um mindset para a organização, a observação será sua aliada sempre!


Quero compartilhar uma forma que busquei praticar, bem simples e funcional para iniciar um mindset para a organização. Vamos começar pela percepção da necessidade.


A seguir temos 4 etapas gerais:


1- escolha um local por vez do ambiente que quer organizar: "olhar para tudo é a mesma coisa que olhar para nada", você fica confuso e não consegue se concentrar naquilo que precisa resolver, não consegue achar onde está o problema ou a situação que precisa ser resolvida.


2- veja o que há nesse local: móveis, objetos...PERCEPÇÃO DO LOCAL FISICAMENTE


3- veja se é um local bastante acessado. PERCEPÇÃO DA UTILIZAÇÃO


4- note quem são as pessoas que fazem parte da utilização do local: quem leva e quem busca são sempre as mesmas pessoas? Quem leva pode ser uma e quem busca, outra. PERCEPÇÃO DA UTILIZAÇÃO


**Para levantar a percepção do local, conforme as etapas 2, 3 e 4 (objetos e utilização), as perguntas abaixo ajudarão você a levantar as informações que precisa, assim também entender a necessidade de uma organização.


* Questione-se Quanto ao local escolhido - Fisicamente (um armário, estante, gaveta...):

-> O que ele guarda ou deveria guardar? ( p. ex. documentos, Se roupas, que tipo de roupa: camisetas, roupas íntimas, meias...? )

-> Ao olhar você percebe objetos que não deveriam estar no local? ( p.ex. tipos de

roupas misturadas, papéis, objetos...)

-> Precisa desempilhar, mover objetos para alcançar o outro?

-> O local parece estar com mais objetos/coisas que sua capacidade de guardar? (p.ex coisas caem ao mover outras, muito empilhamento, dificuldade de visualizar tudo que tem...)


Faça anotações sobre sua observação.


* Questione-se Quanto à utilização do local:

-> É um local bastante acessado?

-> Quem utiliza (pessoas)?

-> Escreva como as coisas são acessadas ou guardadas nesse local: por exemplo, ao escolher uma estante de livro, o ato de buscar um livro: "José vai até a estante pegar um livro de história e pede ajuda para mamãe porque precisa retirar outros livros da frente ou porque está alto..."


Ao anotar o fluxo, algumas situações vão surgindo e mostrando a necessidade de mudar a forma de se fazer, armazenar, ou mesmo mostrando que o local não está adequado (quantidade de coisas ou mesmo para a pessoa que utiliza).


OBS.: Feito a observação do que há no local e da utilização, questione-se:

Este local precisa ser subdividido para organizar? Por exemplo, um armário com várias gavetas e nichos... Se a resposta for sim, subdivida e anote cada local novamente.


O diagrama abaixo reflete o que falamos acima:

Note que, os números 1 e 5 estão em cor branca, indicando início e fim do processo; o número 2 está na cor utilizada à esquerda, quando refere-se a percepção do local físico; e os números 3 e 4, as etapas para percepção da utilização do local (cor utilizada à direita do diagrama).


Agora que você observou o local, e se questionou sobre sua utilização, você já começou perceber os problemas ou irregularidades que há.

O questionamento foi útil para você começar a criar seu "mindset para a organização", iniciando pela percepção da necessidade.
Nada pode ser feito se não houver um entendimento prévio da necessidade, aceitação em querer mudar.

Pesquise e Mentalize lugares que lhe traga o sentimento que busca, por exemplo, pessoa que busca paz interior e sente-se melhor em ambiente minimalista, com poucos móveis, cores claras, enfim... isso ajuda você começar a imaginar como gostaria de olhar para o local que quer organizar e ter essa boa sensação. O bem-estar precisa ser sentido para você perceber que vale a pena "organizar".


Se for um ambiente de trabalho, é importante perceber o que traz tranquilidade e praticidade no momento da realização de trabalho. Se o trabalho é realizado com tranquilidade e praticidade, a produtividade, consequentemente irá aumentar, resultando em satisfação não apenas profissional, por ter alcançado as metas de trabalho, mas pessoal pelo sentimento de "dever cumprido", eficiência. Organizar e padronizar os processos de atividades vai ajudar trazer o sentimento de tranquilidade e controle das situações.


Um mindset diz respeito a forma de se pensar, o que influencia diretamente na maneira como compreendemos uma realidade.
Um mindset positivo e bem direcionado colaborará para alcançar os objetivos.

Portanto, criar um mindset exige praticar novos hábitos, pensamentos positivos e direcionados, relacionados ao que busca realizar (seu objetivo).


Para complementar o mindset, o próximo artigo será sobre CATEGORIZAÇÃO; como classificar, criar famílias para agrupar os objetos ou serviços em "famílias de mesmo objetivo". Após esse, entraremos em orientações para o momento "mão na massa".



#desenvolvimentopessoal #inteligenciaemocional #mudanças #hábitos #atitudes #comportamento #maternidade #prematuridade #prematuro #pcd #vidadepcd #blogdavivibettoni #inspiração #motivação


#personalorganizer #organizacaoprofissional #organizaçãoresidencial #organizedhome #casaorganizada #homeorganization #simplifique #simplifiquesuavida #organização #organizacao #organizaçao #mindset #pensamentospositivos #novospensamentos



© 2019 por Vivi Bettoni